quarta-feira, 16 de outubro de 2013

DIÁLOGOS...MEUS

No meu silêncio esta guardada a minha revolta
No meu olhar as palavras que não digo e calo
Nos meus gestos,a frustração da impotência
No vazio do dia a dia,a solidão nunca procurada
Nas noites que passam,só o vazio da escuridão
Nas palavras que ouço,a esperança que perdi
Nos meus sorrisos,moram as minhas lágrimas
Nos meus passos um caminho sem retorno nem fim
Perdi-me algures,e não me consigo encontrar,
Sozinho,Sozinho,Sozinho
E quanto menos procuro a solidão mais sozinho me
sinto
Amargurado,sem saber como fazer-me entender
Fecho-me em mim,cansado das palavras
Procuro um nascer do Sol,no desconhecido
Renascer de novo em algum lugar distante
Voltar a escrever uma historia com final feliz
Ter a volta desconhecidos,porque afinal o que eu 
quero é não estar
SOZINHO,SOZINHO,SOZINHO

J.C.



4 comentários:

  1. Que saudades que eu tenho tuas minha doce amiga :)

    Um beijo muito Doce

    ResponderEliminar
  2. Sózinho, sózinho, sózinho... É assim que te sentes? É este o teu estado de alma? um beijinho para te fazer companhia

    ResponderEliminar
  3. Ultimamente sim,tem muitas alturas que é assim mesmo que me sinto,Tita,independentemente de estar ou não rodeado de gente,ja que esse não é o factor para se estar,ou sentir,acompanhado.Obrigado pelo beijinho,é sempre bem vindo;)

    beijos Magicos

    ResponderEliminar

DEIXEM A VOSSA MARCA NO MEU TRILHO