sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

SUBMISSÕES...A PRETO E BRANCO

























HAVERÁ POR AQUI PESSOAS COM MUITO MAIS PROPRIEDADE PARA FALAR SOBRE O ASSUNTO,UMA DELAS É CERTAMENTE A {Λїtą}_ŞT ,QUE É UMA QUERIDA AMIGA QUE ME VISITA E COMENTA,MAS MESMO SEM ESTAR POR DENTRO DO ASSUNTO NÃO DEIXO DE GOSTAR DE ALGUMAS IMAGENS E DE FANTASIAR SOBRE ALGUMAS SITUAÇÕES,POR ISSO AQUI FICAM UMAS IMAGENS QUE ME "TOCAM"..A PRETO E BRANCO

8 comentários:

  1. Pra chupar rôla tem que se amarrar e ficar com a pele marcada? Eu, hein?!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que violência,looool quem falou em ficar com a pele marcada?nem a ideia é essa nem é preciso estar amarrada para fazer o que quer que seja,a ideia é a fantasia.a imaginação o desejo,quando é mútuo o desejo por tais situações,nada tem de anormal.
      Vamos a abrir a mente e os horizontes.Nem tudo o que não fizemos é mau ou reprovável,é apenas diferente ;)

      Eliminar
  2. Sabe quando a submissão passa dos limites?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se passa dos limites é porque algum deles não está preparado para este tipo de"brincadeiras" ou não sabe respeitar quem tem ao lado,Quando se ouve "Não" ou "Pára" é mesmo para o fazer e se não se o faz não devia estar com ninguém.

      Beijooooooos

      Eliminar
  3. Submissão de morte é quando ele fica por cima, acaricia a cara da mulher, desce pro pescoço e aperte! Ela bate e ele continua e só pÁra quando goza e ela morre! Esse tipo de violência nenhum blog vai mostrar, só mostra essas besteirinhas lights que o povo tá careca de saber!

    PRONTO, FALEI!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. FALOU..e agora falo eu minha querida amiga
      Em primeiro lugar e antes de mais,ao tempo que já me conheces pensei que tivesses em melhor conta minha inteligência e cultura,que acho que já provei ter.
      O exemplo que escolheste falar,não se trata de sexo consentido ou de práticas de BDSM,mas sim de puro assassínio,que pode acontecer numa relação hetero e sem estar amarrada,(sei do que falo pois uma amiga minha foi estrangulada pelo marido),e assim sendo e como as pessoas em Países,ditos civilizados não "desaparecem" assim do nada,e volto a frisar isso não é sexo...é crime,claro que sei que em alguns países se "vendem" mulheres para actos mais violentos,para o lado negro da BDSM,não sou ingénuo logo conheço e faço por me informar do que me rodeia,mas continua a ser um CRIME,logo não tem a ver com o sexo consentido.
      No sexo consentido,nesse campo,por muito que não goste pessoalmente,e não gosto de dor,não tenho nada contra quem o pratica desde que seja uma opção de ambos e por vontade própria,assim sendo nada tenho a opinar,a não ser continuar a ter a minha opinião e vontade própria e não fazer nem deixar que me façam o que não gosto ou não me dá prazer.
      Quanto ao mostrar estas "besteirinhas lights" que todo o mundo conhece,mais uma vez tenho de te dizer que tens de ler o meu "poste" com mais atenção e não a "correr",o que está escrito é que são situações que gosto,fantasias que me excitam(também ja estive vendado e amarrado)e não senti qualquer tipo de violência,assim como não a tenho com quem amarro ou vendo,é apenas excitante e agradável,e como te disse atrás,é a minha meta nesta área,porque a DOR não me dá qualquer tipo de prazer,nem a tê-la nem a infligir,logo tudo não passa de apimentar o momento com "besteirinhas lights"
      Logo acredito que saibas que não pactuo com qualquer tipo de violência sexual,(ou outra),que não seja consentida ou desejado por ambos os elementos intervenientes,tudo o resto é crime e como tal deve ser denunciado e os culpados levados à justiça e severamente castigados,muito mais quando se mata alguém por puro prazer,divertimento e egoísmo sexual.
      Aqui não se faz de maneira nenhuma o apelo a violência seja de que forma for,e muito menos a esse tipo de crime,aqui fala-se de prazer e fantasias,de vontades e fetiches,nem todos serão do agrado de todos,como é natural,uns gosta-se mais outros menos,e outros mesmo nada,mas o objectivo é sempre o de dar e ter prazer,como se quer e deseja,e cada um é único,na forma como o atinge logo ser tão difícil duas pessoas se identificarem em pleno sexualmente e mentalmente,é através de muita conversa franca e sincera que se criam as pontes para uma cumplicidade e intimidade,para que resulte e não a imposição ou violência.

      Falei e espero ser BEM entendido

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Também,mas é a conversar que se tiram dúvidas e se cresce com a opinião dos outros,eu pelo menos aprendo sempre contigo e gosto de "discutir" e confrontar as nossas opiniões:)))

      Eliminar

DEIXEM A VOSSA MARCA NO MEU TRILHO