quinta-feira, 29 de outubro de 2015

SÓ SEU


Ele era só seu,prendeu-o aquela cama,como o tinha prendido a si
Com correntes invisíveis,sólidas e inquebráveis,estava a sua mercê
Não era o seu escravo ou prisioneiro,estava ali porque o desejava,e não imaginava estar em outro lugar,ela retribuía a sua devoção e amor,protegia-o,dava-lhe o conforto e calor do seu corpo,ouvia as suas palavras e compreendia-o,apoiava-o e no fim havia sempre as suas caricias para o tirarem da solidão que por vezes o invadia,sabia ela,que era o seu rochedo,a ilha que recolhia o naufrago nos dias difíceis da vida.Rodeou o corpo dele num abraço cheio de promessas do que ai vinha,mas antes quis saborear o momento
O momento em que ele era só dela,ali preso aquela cama.

J.C.(2015)   

4 comentários:

  1. Respostas
    1. Só tu para me fazeres rir a esta hora loooool

      Eliminar
  2. Um daqueles momentos em que o tempo para como se nada mais houvesse no mundo : )
    Muito belo.
    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Óptima e verdadeira descrição do momento ;)

      Abraço

      Eliminar

DEIXEM A VOSSA MARCA NO MEU TRILHO